Multa para pedestre que atravessar fora da faixa 2019.

Você sabe como deve funcionar a aplicação de multa para pedestres em 2019?
Muita gente nem mesmo sabe que pedestre pode ser multado.
Pode sim.
Assim como automóveis e ciclistas, os pedestres podem ser multados.

Quer um exemplo?

Caso você atravesse uma rodovia fora da passarela ou uma rua fora da faixa você pode ser multado.

Pois é, muita gente acha que isso é novidade.
Mas algo importante mudou no dia 25 de outubro de 2017.
Foi nesta data que ocorreu a publicação da Resolução 706 do Contran, o Conselho Nacional de Trânsito.
O que ela faz é, justamente, regulamentar a multa para pedestres e também para ciclistas.
No entanto, ela recém agora, em 2019, passa a vigorar, conforme estabelece a Resolução 731/18.
Dessa maneira, o país passa a ter regras claras para que não apenas motoristas sejam multados.
Conforme o CTB, são seis condutas que podem levar à multa para pedestres.

Veja o que diz o artigo 254:

“Art. 254. É proibido ao pedestre:

I – permanecer ou andar nas pistas de rolamento, exceto para cruzá-las onde for permitido;

II – cruzar pistas de rolamento nos viadutos, pontes, ou túneis, salvo onde exista permissão;

III – atravessar a via dentro das áreas de cruzamento, salvo quando houver sinalização para esse fim;

IV – utilizar-se da via em agrupamentos capazes de perturbar o trânsito, ou para a prática de qualquer folguedo, esporte, desfiles e similares, salvo em casos especiais e com a devida licença da autoridade competente;

V – andar fora da faixa própria, passarela, passagem aérea ou subterrânea;

VI – desobedecer à sinalização de trânsito específica;

Infração – leve;

Penalidade – multa, em 50% (cinqüenta por cento) do valor da infração de natureza leve.

VII – (VETADO).

1º (VETADO).
2º (VETADO).
3º (VETADO).

Ou seja, o pedestre não pode ficar parado no meio da estrada, até porque isso é muito perigoso.
Também não pode atravessar fora da faixa de pedestres, nem atravessar a via em viadutos, pontes, ou túneis.
Em todas essas situações, o pedestre coloca sua vida em risco, assim como arrisca causar acidentes de trânsito.
A legislação prevê locais específicos para os pedestres atravessarem, justamente para evitar esse tipo de situação.
O pedestre também não pode fazer agrupamentos na rua, indiferente da finalidade, a não ser que tenha autorização.
Então, caso você vá fazer alguma manifestação, ou evento em uma via pública, peça autorização previamente para as autoridades.

Isso evitará que você receba uma multa.

Muitas vezes as pessoas preferem fazer as manifestações de surpresa, para causar um impacto maior.

Contudo, se não há autorização, a polícia é obrigada a retirar as pessoas do local e ainda distribuirá multas.
Já se há uma autorização prévia, os próprios agentes de trânsito irão zelar pelo bem-estar dos manifestantes.
Eles poderão atuar para que os mesmos não corram risco de serem atropelados.
De quebra, não será gerada nenhuma infração de trânsito, o que é melhor para todos.
O pedestre também deve cumprir a sinalização específica para ele, como o uso do semáforo de pedestres.
Basicamente, é possível resumir os seis incisos do artigo citado nesses quatro casos sobre os quais falamos.
Então, está na hora de refletir sobre as próprias condutas.
Ficar parado no meio da rua e atravessar fora da faixa de pedestres são coisas que praticamente todo mundo sabe que não é permitido, mas que boa parte dos brasileiros faz.

Conduzir moto sem capacete multa auto suspensiva!

O uso de capacete é obrigatório!
Se você não cumprir essa regra, vai gerar um multa de R$293,47, e uma multa de 7 pontas na CNH (Carteira Nacional de Habilitação) e suspensão na carteira de motorista.

O Código de Trânsito Brasileiro (CTB) aborda o uso deste equipamento especificamente no seu artigo 244, que estabelece diversas normas de segurança para motociclistas:

“Artigo 244: Conduzir motocicleta, motoneta e ciclomotor:

I – sem usar capacete de segurança com viseira ou óculos de proteção e vestuário de acordo com as normas e especificações aprovadas pelo CONTRAN;

II – transportando passageiro sem o capacete de segurança, na forma estabelecida no inciso anterior, ou fora do assento suplementar colocado atrás do condutor ou em carro lateral;

III – fazendo malabarismo ou equilibrando-se apenas em uma roda;

IV – com os faróis apagados;

V – transportando criança menor de sete anos ou que não tenha, nas circunstâncias, condições de cuidar de sua própria segurança:

Infração – gravíssima;
Penalidade – multa e suspensão do direito de dirigir;
Medida administrativa – Recolhimento do documento de habilitação”

Como se pode observar na legislação de trânsito, não apenas o condutor é obrigado a usar o capacete, mas também o passageiro, quando houver.

Porem fique tranquilo, caso isso ocorra podemos te ajudar!

Você sabia? Valor da multa por dirigir com a CNH suspensa.

Você sabia que você pode receber uma multa por dirigir com sua CNH (carteira nacional de habilitação) suspensa?
A penalidade de suspensão do direito de dirigir será aplicada sempre que o condutor atingir, no período de 12 (doze) meses, a contagem de 20 pontos em infrações de trânsito ou cometer alguma multa auto-suspensiva. A duração da penalidade será pelo prazo mínimo de 06 meses até o máximo de um ano e, no caso de reincidência no período de doze meses, pelo prazo mínimo de oito meses até o máximo de dois anos.
Quando ocorrer a suspensão do direito de dirigir, a Carteira Nacional de Habilitação será devolvida a seu titular imediatamente depois de cumprida a penalidade e o curso de reciclagem. (Art. 261 do CTB).
O Código de Trânsito Brasileiro prevê, também, a aplicação da penalidade de suspensão do direito de dirigir, de forma específica, para determinadas infrações.
A multa por dirigir suspenso é de R$880,41, conforme o art. 263 do Código de Transito Brasileiro (CTB).Além disso o motorista pode ter o veiculo apreendido a CNH cassada e esperar dois anos para requerer a reabilitação.