Como Fazer Transferência de Moto Dentro da Lei: Confira o Passo a Passo


Toda vez que um veículo é trocado de dono, ele precisa seguir algumas medidas para ficar regular dentro da lei. Se você está vendendo a sua moto, confira Como Fazer Transferência de Moto da Lei, Passo a Passo!

A importância de Fazer Transferência de Moto dentro da lei

Um veículo não pode trafegar sem que o nome do dono do veículo esteja no documento, ou seja, na CRV. Caso o novo dono circule com a moto com o CRV irregular, ou seja, constando o nome do antigo proprietário, ele pode receber infração gravíssima, sujeito a multa e pontos na carteira.

Como fazer a transferência de Moto dentro da Lei Passo a Passo

●    Passo 1: Solicite o CRV preenchido

O primeiro passo para começar a transferência de veículo é o preenchimento do CRV! O documento deve estar assinado e com firmas reconhecidas em cartório pelo vendedor e pelo comprador.

No CRV, deve constar os seguintes dados: Valor da aquisição, CPF, RG, endereço e o local e data da negociação.

●    Passo 2: Realizar a comunicação de venda

Esse passo deve ser realizado pelo vendedor, que deve entrar em contato com um cartório ou com o próprio DETRAN. Dessa forma, o órgão irá passar para o novo proprietário todas as multas e infrações de trânsito em aberto.

Na maioria das vezes, a comunicação de venda é feita de maneira automática pelo cartório na hora de reconhecer a firma.

●    Passo 3: Preencha o formulário de transferência

Assim que os outros 2 passos estiverem completos, é hora de preencher o Formulário de transferência.

Este formulário está disponível no site do DETRAN e o procedimento é todo online e é necessário preencher com os dados do CRV. Depois disso, é emitido o boleto com a taxa de transferência para ser paga.

●    Passo 4: Pague as taxas de transferência

As taxas devem ser pagas antes da data de vencimento em qualquer lotérica ou banco e é de suma importância que todas estejam em dia, incluindo o IPVA e o DPVAT. Caso haja alguma dependência financeira,  a transferência não pode ser realizada, então cheque a situação da moto antes de fechar negócio!

●    Passo 5: Faça a vistoria

Munido de todos esses documentos e formulários que dissemos até agora, é a hora de realizar a vistoria na moto!

A vistoria é geralmente realizada em um posto autorizado do DETRAN, e nela é verificada a situação dos dispositivos de segurança da moto, além de placa, motor e chassi. Comprovado a segurança do veículo, é hora de retornar ao DETRAN com os seguintes documentos:

  • CRV preenchido e com firmas reconhecidas
  • CRLV – Certificado de Registro e Licenciamento do Veículo
  • Formulário de transferência assinado
  • Comprovante de pagamento da taxa de transferência
  • Documento de identidade e CPF
  • Laudo aprovado de vistoria da moto
  • Comprovante de endereço

●    Passo 6: Retire os novos documentos

Após documentos entregues ao DETRAN, o órgão levará alguns dias para verificar a autenticidade de todos  e emitir um novo CRV e CRLV, no nome do novo comprador. Dessa forma, o novo dono consegue circular com a moto em situação regular, sem riscos de infrações e multas!

Veja Mais: Conduzir moto sem capacete multa auto suspensiva!

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Related Post